ibá

Acordos e Parcerias

Criado: 17 abril 2015
A Ibá participa de conselhos empresariais dos principais parceiros comerciais do setor de árvores plantadas. Essas organizações são responsáveis por promover o debate de temas de interesse da indústria nacional e dos governos dos países participantes. Atualmente, a Ibá integra o Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC), o Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos (Cebeu) e o Conselho Empresarial do BRICS – bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, onde coordena o grupo de Agribusiness Working Group.

Nesse contexto a Ibá também participa da Brazil Industries Coalition (BIC), entidade que representa diversos setores privados nacionais nos Estados Unidos. O objetivo é promover a troca de informações, identificando oportunidades de negócios.

Na área de Defesa Comercial, a Ibá é membro do Comitê Brasileiro de Barreiras Técnicas ao Comércio (CBTC), órgão do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), que monitora a criação de barreiras não tarifárias no âmbito internacional. O Comitê, formado pelos principais setores industriais do País, subsidia o governo brasileiro para as reuniões do Comitê de Barreiras Técnicas ao Comércio, da Organização Mundial do Comércio (OMC).

No âmbito do comércio internacional, a Ibá representa o setor de árvores plantadas e é responsável pela elaboração de seu posicionamento em todas as negociações conduzidas pelo governo brasileiro com os demais países do sistema internacional. Além disso, a área internacional da entidade atua junto ao governo federal na promoção das exportações e na abertura de mercado aos produtos do setor de árvores plantadas brasileiro.

A associação integra o Conselho Consultivo do Setor Privado (CONEX) que é o núcleo de assessoramento da Câmara de Comércio Exterior (CAMEX). Compete ao CONEX apresentar estudos e propostas de aperfeiçoamento da política de comércio exterior brasileira. É composto por até 20 representantes da área empresarial, sob a presidência do Presidente do Conselho de Ministros da CAMEX. Trata-se do mais importante instrumento de diálogo em comércio exterior entre o setor privado e o governo brasileiro.

Além disso, o setor atua no Conselho Temático de Integração Internacional (COINTER), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), responsável por pensar estrategicamente a inserção global da indústria brasileira em todas as negociações de caráter internacional, desde Acordos Multilaterais, como o Acordo para a Facilitação de Comércio na OMC, até Bilaterais, como as negociações para o Acordo de Livre Comércio MERCOSUL-União Europeia.